30
Jan

A equipe Seridó do Projeto Rondon, UFPel e UFMG em São Fernando/RN

Por Cátia Simone da Silva
Discente Bacharelado em Antropologia/UFPel

As duas equipes das Universidades Federais de Pelotas e Minas Gerais, que compõem a equipe Seridó do Projeto Rondon 2011 estão desenvolvendo várias oficinas com os moradores das zonas urbana e rural do município de São Fernando, os rondonistas também estão aprendendo muito com a população e na troca recíproca através do intercâmbio está acontecendo a integração com a comunidade local.

Os estudantes e profissionais da área de antropologia reconhecem claramente o estudo do francês Marcel Mauss, que em seu célebre texto “Ensaio sobre a Dádiva” (Mauss, 2003), estabelecia que as sociedades estavam imersas na tríplice obrigação de dar, receber e devolver, e podemos observar que esta regra primordial procede até os dias de hoje, no entanto, para Alain Caillé antes mesmo de haver a troca, existe o paradigma do dom, ou seja, ele afirma que antes de produzir e trocar bens é preciso começar fazendo um acordo mútuo, um reconhecimento primeiro incondicional, “o que importa em primeiro lugar é construir o laço social, que o laço é mais importante que o bem, eis o que o dom afirma”, (Caillé, 2002) e é o que está acontecendo nesse projeto, onde os rondonistas estão prontos a auxiliar e a comunidade está participando e também auxiliando-os.

Na chegada dia 23/01/2011 foram recepcionados com a banda filarmônica na Praça José Josias Fernandes no centro de São Fernando-RN, pelo prefeito Genilson Maia, outras autoridades e a população são-fernandense. Há meses o prefeito vem providenciando toda uma infraestrutura para receber os rondonistas e  a equipe Seridó também vinha preparando-se para obter um bom desenvolvimento das atividades.

Entre as várias atividades aconteceu a Oficina de incentivo ao uso da biblioteca e produção de texto
Incentivo a leitura

Professores de São Fernando uniram-se aos próprios alunos e, em conjunto com os rondonistas, desenvolveram mais novas formas dinâmicas de trabalhar o incentivo à leitura e à escrita numa atividade que despertou a criatividade de crianças, jovens e adultos, buscando criar, contar ou ré-contar com alterações estórias famosas ou da região do Seridó.

Dentre as diversas atividades na cidade, sábado, 29, ocorreu durante todo o dia: na quadra poliesportiva da cidade jogos de futsal na parte da manhã e jogos de vôlei e futsal na parte da tarde.

Sábado esportivo

Aproximadamente 70 crianças e adolescentes participaram dos jogos. Na foto acima, uma parte da turma da manhã, que foi dividida pela faixa etária. Na primeira etapa, só crianças de até 10 anos jogaram e foram divididos em três times. Na segunda etapa, a quadra foi cedida aos mais velhos. Jovens de até 16 anos puderam participar. Novamente, outros três times foram formados.

Na parte da tarde, quatro times de vôlei foram formados, mesclando garotos e garotas de todas as idades. Depois de alguns jogos, de forma a finalizar as atividades, a quadra foi novamente cedida para o esporte  da paixão nacional, o futebol.
Texto: Leandro Ribeiro “Peixe”

Amanhã começará a Oficina de Associativismo, cooperativismo e empreendedorismo
Produtore rurais

É o fórum dos produtores rurais, que iniciará segunda-feira, 31/01, 19h na comunidade Ramada!
O fórum tem como objetivo discutir métodos simples, baratos e eficientes para melhorar a produtividade do leite e queijo, bem como tratar da saúde da mulher e do homem do campo. Visa também abordar temas como associativismo, cooperativismo e direitos humanos.
Texto: Erika Kelmer (UFMG) e Marcos Ernani (UFPel)

Também está acontecendo aulas de informática  entre outras atividades, e estão sendo feitas entrevistas com as bordadeiras para a confecção de um blog, onde irão divulgar e vender os seus bordados.
Bordadeiras Seridó

Para conhecer um pouco do município de São Fernando e o trabalho dos rondonistas visite o site: www.saofernandoprojetorondon.blogspot.com

Referencial Bibliográfico:

MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva. forma e razão da troca nas sociedades arcaicas. In Sociologia e antropologia. São Paulo: Editora Cosac e Naify, 2003.
CAILLÉ, Alain. Antropologia do dom: o terceiro paradigma. Petrópolis, Rio de janeiro: Vozes, 2002.

  1. on February 1st at 07:38 pm
    Pablo Dobke said:

    Bah Cátia, esse teu blog tá cada dia melhor guria! Que exemplo de acadêmica tu és… parabéns!

    Abração.

  2. on February 1st at 08:16 pm
    admin said:

    Obrigada Pablo! Abração.