Categoria ‘Antropologia das Populações Costeiras’ Antropologia

26
Jul

Encontro Internacional de Antropologia Marítimo-Costeira e Educação Ambiental – FURG /Rio Grande/RS

Data: 10, e 11 de Agosto de 2016
Local: Campus Carreiros – FURG.

Nas regiões costeiras encontra-se uma diversidade de grupos humanos que vivem em contextos socioambientais singulares. Estes vêm conhecendo questionamentos em face de outras complexidades sociais, como a questão ambiental, as políticas relacionadas à pesca e à educação, o desenvolvimento de vários modelos de turismo, as demandas globais e de transformações industriais. O acesso a diversas experiências de pesquisa nos elucidam sobre as práticas econômicas, sociais e simbólicas singulares a essas populações em seus contextos particulares. Neste encontro, buscaremos apresentar estudos e refletir acerca do estado atual de pesquisas sobre o tema, principalmente nas áreas de Antropologia e Educação Ambiental, suas interfaces e tudo o que envolve o modo de vida ligado às práticas de educação, trabalho e percepção nos ambientes marítimo-costeiros.

Inscrições: http://sinsc.furg.br/detalheseventos/443

Programação:

Quarta-feira, 10/08. 19h-21h. Sala 3104
Conferencia de abertura com o Prof.Daniel Quiroz (Universidad de Chile)
– Antropología, arqueología y medio ambiente: interfaces y trayectoria de investigación.

Quinta-feira, 11/08. 9h-12h. Sala 4115
Mesa 01 – “Conflitos, Territorialidades Costeiras e Gestão Ambiental”
Profa. Leticia D’ ambrosio (CURE-UDELAR),
Prof. Carlos Machado (FURG), Profa. Lucia Anello (FURG). Mediação: Profa. Adriana Fraga da Silva (FURG)

14 h – 17h. Sala 4110
Mesa 02 – “Imagens, Saberes Costeiros e Educação Ambiental”
Prof. Gastón Carreño (CEAVI),
Prof.Martin Cesar Tempass(FURG), Prof. Gianpaolo Adomilli (FURG).
Mediação Profa. Cassiane Paixão (FURG).

17h-18:30. Sala 3108
Roda de conversa: Antropologia e Educação Ambiental: diálogo, interface e pesquisas

19h – 21h. Sala 3108
Conferencia de encerramento com o Prof. Gabriel Noel (IDAES – UNSAM) -“Las Disputas Territoriales en Clave Moral : la Antropología de las Moralidades y el Análisis de la Conflictividad Política”.

Realização: NECO – Núcleo de Estudos sobre Populações Costeiras e Saberes Tradicionais – FURG

21
Oct

Encontro sobre imagens e saberes costeiros

Prezad@s,

Convidamos a tod@s para assistirem a Mesa Redonda intitulada “Imagens e Saberes Costeiros”, dia 06/11, das 14h30min às 18h, no Auditório da SEAD – Campus Carreiros – FURG – Rio Grande/RS, é  organizada pelo NECO – Núcleo de Estudos sobre Populações Costeiras e Saberes Tradicionais – FURG.

Contará com a participação de Ana Elisa de Castro Freitas (UFPR), Mártin César Tempass (FURG) e Eduardo Harder (UFPR).

Inscrições: http://sinsc.furg.br as vagas são limitadas.

mesa-redonda-imagens-saberes-costeiros

mesa-redonda-imagens-saberes-costeiros1

Att,

Dr. Gianpaolo Knoller Adomilli
Universidade Federal do Rio Grande – FURG
Bacharelado em Arqueologia/ICHI
Programa de Pós Graduação em Educação Ambiental
Núcleo de Estudos sobre Populações Costeiras e Saberes Tradicionais
https://necofurg.wordpress.com/

22
Jan

Submissão de artigos no GT 81 “Antropologia das Populações Costeiras: Práticas Sociais e Conflitos”

As inscrições para submissão de propostas de trabalho, podem ser feitas até 10 de março de 2014. 

GT 81 “Antropologia das Populações Costeiras: Práticas Sociais e Conflitos”, que estaremos coordenando na 29ª Reunião Brasileira de Antropologia (RBA), Expandindo Fronteiras. Em Natal (RN) entre os dias 03 a 06 de agosto de 2014.

Resumo:
Alguns grupos sociais, designados como tradicionais, que vivem do extrativismo e da agricultura, entre outras atividades – tais como pescadores artesanais e ribeirinhos em geral – foram ou são habitantes de regiões costeiras e historicamente têm sido impactados por diversos fenômenos, tais como a expansão metropolitana, o turismo, a carcinicultura, os parques eólicos e as formas de controle oficial em áreas de interesse ecológico. Este Grupo de Trabalho pretende reunir resultados de pesquisas empíricas que evidenciem conflitos e tensões entre as populações tradicionais e os vários modelos de uso e ocupação destes territórios costeiros e ribeirinhos. Etnografias e reflexões sobre o direito costumeiro, o conhecimento naturalístico e o manejo dos ecossistemas, as formas de organização política destas populações, suas estruturas econômicas, bem como os conflitos suscitados por diferentes agentes sociais – sobretudo agências estatais, organizações não governamentais e empresas – são alguns dos aspectos que serão discutidos nesta atividade.

Coordenadores:
Roberto Kant de Lima (UFF)
Francisca de Souza Miller (UFRN)
Debatedores:
José Colaço (UFF)
Gianpaolo Adomilli (FURG)
Maristela Andrade (UFPB)

Maiores informações no site da ABA: http://www.29rba.abant.org.br/trabalho/public?ID_MODALIDADE_TRABALHO=1

Cordialmente,
Francisca Miller

11
Nov

Divulgando o GT 81 “Antropologia das Populações Costeiras: Práticas Sociais e Conflitos”

A 29ª Reunião Brasileira de Antropologia (RBA), Expandindo Fronteiras será em Natal (RN) entre os dias 03 a 06 de agosto de 2014.

O GT 81 tem como coordenadores:
Roberto Kant de Lima (UFF)
Francisca de Souza Miller (UFRN)

Debatedores:
José Colaço (UFF)
Gianpaolo Adomilli (FURG)
Maristela Andrade (UFPB)

Resumo:
Alguns grupos sociais, designados como tradicionais, que vivem do extrativismo e da agricultura, entre outras atividades – tais como pescadores artesanais e ribeirinhos em geral – foram ou são habitantes de regiões costeiras e historicamente têm sido impactados por diversos fenômenos, tais como a expansão metropolitana, o turismo, a carcinicultura, os parques eólicos e as formas de controle oficial em áreas de interesse ecológico. Este Grupo de Trabalho pretende reunir resultados de pesquisas empíricas que evidenciem conflitos e tensões entre as populações tradicionais e os vários modelos de uso e ocupação destes territórios costeiros e ribeirinhos. Etnografias e reflexões sobre o direito costumeiro, o conhecimento naturalístico e o manejo dos ecossistemas, as formas de organização política destas populações, suas estruturas econômicas, bem como os conflitos suscitados por diferentes agentes sociais – sobretudo agências estatais, organizações não governamentais e empresas – são alguns dos aspectos que serão discutidos nesta atividade.

As inscrições com submissão de propostas de trabalho, no período de  04 de novembro de 2013 a 10 de março de 2014.

No link você poderá ver os outros Grupos de Trabalhos: http://www.29rba.abant.org.br/trabalho/public?ID_MODALIDADE_TRABALHO=1

Cordialmente,
Francisca Miller