Categoria ‘Livros digitais’ Antropologia

27
Jun

Pescadores da Lagoa Mirim – Etnoecologia e Resiliência

Autoria:Stella Maris Nunes Pieve, Rumi Regina Kubo, Gabriela Coelho-de-Souza
Edição: NEAD e UFRGS
Ano: 2009

Em uma narrativa breve, mas bem fundamentada, as autoras trazem ao leitor suas trajetórias de pesquisa, bem como esboçam um histórico do campo científico da etnoecologia e de sua confluência com os estudos acerca do desenvolvimento rural. A contribuição oferecida pelas autoras não se encerra apenas no âmbito acadêmico, mas amplia-se como material de reflexão sobre as políticas públicas e também para os envolvidos na área, sejam pesquisadores, profissionais ou pessoas articuladas aos movimentos sociais.

Clique aqui para acessar o livro na íntegra

Fonte: www.nead.gov.br/portal/nead/publicacoes/

8
Jun

Carlos Castaneda – Uma Estranha Realidade

Autor de A Erva do Diabo e Viagem a Ixtlan

Continuam as revelações de Dom Juan sobre o uso das plantas alucinógenas.

Na primeira parte o autor aborda
As PRELIMINARES DE “VER”

e na segunda parte
O TRABALHO DE “VER”

Introdução
Há dez anos, tive a felicidade de conhecer um índio yaqui do Noroeste do México. Eu o chamo “Dom Juan”. Em espanhol, don é um título usado para demonstrar respeito. Conheci Dom Juan por um acaso total. Estava sentado com Bill, um amigo meu, numa estação rodoviária numa cidade de fronteira do Arizona. Estávamos muito calados. Era de tardinha, e o calor parecia insuportável. De repente, ele se debruçou e bateu em meu ombro.
— Lá está o homem sobre quem lhe falei — disse ele, em voz baixa. Fez um sinal para a entrada, Um velho tinha acabado de entrar.
— O que foi que você me contou a respeito dele? — perguntei.
— É o índio que sabe a respeito do peiote. Lembra-se?
Lembrei-me de que eu e Bill certa vez tínhamos passado o dia todo rodando de carro, procurando a casa de um índio mexicano “excêntrico” que morava no lugar. Não encontramos a casa do sujeito e eu tinha a impressão de que os índios a quem havíamos pedido informações tinham-nos enganado de propósito. Bill me dissera que o homem era um yerbero, pessoa que coleta e vende ervas medicinais, e que ele sabia muita coisa sobre o cacto alucinógeno, o peiote. Disse ainda que valia a pena para mim conhecê-lo.
Bill era meu guia no Sudoeste, na minha coleta de informações e espécimes de plantas medicinais usadas pelos índios da região.
Bill levantou-se e foi cumprimentar o homem. O índio tinha estatura mediana. Seus cabelos eram brancos e curtos e um pouco caídos sobre as orelhas, acentuando a redondeza de sua cabeça. Ele era muito moreno; as rugas profundas de seu rosto lhe davam uma aparência de idade, e no entanto seu corpo parecia ser forte e sadio. Fiquei olhando para ele por um momento. Movia-se com uma agilidade que eu teria julgado impossível para um velho. Bill me fez sinal para aproximar-me.
— Ele é um bom sujeito — falou. — Mas não consigo entendê-lo. O espanhol dele é esquisito, cheio de idiomatismos rurais, imagino. O velho olhou para Bill e sorriu. Meu companheiro, que só fala algumas palavras de espanhol, inventou uma frase absurda naquela língua. Olhou para mim, como que perguntando se estava fazendo sentido, mas eu não sabia o que ele queria dizer; então, ele deu um sorriso encabulado e afastouse.
O velho olhou para mim e começou a rir. Expliquei-lhe que meu amigo às vezes se esquecia de que não sabia falar espanhol.
— Acho que também se esqueceu de nos apresentar — falei, e disse
meu nome.
— Sou Juan Matus, às suas ordens — disse ele. Apertamo-nos as mãos e ficamos calados por um momento.

Leia o livro na íntegra clicando no link abaixo:
Castaneda-Carlos-Uma-Estranha-Realidade

Fonte: www.livrolivre.tk

3
Jun

Coletânea de livros em PDF

Leitores, estudantes, aproveitem essa oportunidade criada
pelo Governo Federal…divulguem aos seus contatos…

Uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre, imaginem um lugar onde você pode gratuitamente:

Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci;
Escutar músicas em MP3 de alta qualidade;
Ler obras de Machado de Assis Ou a Divina Comédia;
Ter acesso às melhores estorinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA
e muito mais….

Esse lugar existe!
O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso, basta acessar o site: www.dominiopublico.gov.br
Só de literatura portuguesa são 732 obras!
Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.

305 Livros grátis, veja alguns na lista abaixo:

É só clicar no título para ler ou imprimir.
1. A Divina Comédia -Dante Alighieri
2. A Comédia dos Erros -William Shakespeare
3. Poemas de Fernando Pessoa -Fernando Pessoa
4. Dom Casmurro -Machado de Assis
5. Cancioneiro -Fernando Pessoa
6. Romeu e Julieta -William Shakespeare
7. A Cartomante -Machado de Assis
8. Mensagem -Fernando Pessoa
9. A Carteira -Machado de Assis
10. A Megera Domada -William Shakespeare
11. A Tragédia de Hamlet, Príncipe da Dinamarca -William Shakespeare
12. Sonho de Uma Noite de Verão -William Shakespeare
13. O Eu profundo e os outros Eus. -Fernando Pessoa
14. Dom Casmurro -Machado de Assis
15.. Do Livro do Desassossego -Fernando Pessoa
16. Poesias Inéditas -Fernando Pessoa
17. Tudo Bem Quando Termina Bem -William Shakespeare
18. A Carta -Pero Vaz de Caminha
19. A Igreja do Diabo -Machado de Assis
20. Macbeth -William Shakespeare
21. Este mundo da injustiça globalizada -José Saramago
22. A Tempestade -William Shakespeare
23. O pastor amoroso -Fernando Pessoa
24. A Cidade e as Serras -José Maria Eça de Queirós
25. Livro do Desassossego -Fernando Pessoa
26. A Carta de Pero Vaz de Caminha -Pero Vaz de Caminha
27. O Guardador de Rebanhos -Fernando Pessoa
28. O Mercador de Veneza -William Shakespeare
29. A Esfinge sem Segredo -Oscar Wilde
30. Trabalhos de Amor Perdidos -William Shakespeare
31. Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis
32. A Mão e a Luva -Machado de Assis
33. Arte Politica -Aristóteles
34. Conto de Inverno -William Shakespeare
35. Otelo, O Mouro de Veneza -William Shakespeare
36. Antônio e Cleópatra -William Shakespeare
37. Os Lusíadas -Luís Vaz de Camões
38. A Metamorfose -Franz Kafka
39. A Cartomante -Machado de Assis
40. Rei Lear -William Shakespea re
41. A Causa Secreta -Machado de Assis
42. Poemas Traduzidos -Fernando P essoa
43. Muito Barulho Por Nada -William Shakespeare
44. Júlio César -Wi lliam Shakespeare
45. Auto da Barca do Inferno -Gil Vicente
46. Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa
47. Cancioneiro -Fernando Pessoa
48. Catálogo de Autores Brasileiros com a Obra em Domínio Público -Fundação Biblioteca Nacional
49. A Ela -Machado de Assis
50. O Banqueiro Anarquista -Fernando Pessoa
51. Dom Casmurro -Machado de As sis
52. A Dama das Camélias -Alexandre Dumas Filho
53. Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa
54. Adão e Eva -Machado de Assis
55. A Moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
56. A Chinela Turca -Machado de Assis
57. As Alegres Senhoras de Windsor -William Shakespeare
58. Poemas Selecionados -Florbela Espanca
59. As Vítimas-Algozes -Joaquim Manuel de Macedo
6 0. Iracema -José de Alencar
61. A Mão e a Luva -Machado de Assis
62. Ricardo III -William Shakespeare
63. O Alienista -Machado de Assis
64. Poemas Inconjuntos -Fernando Pessoa
65. A Volta ao Mundo em 80 Dias -Júlio Verne
66. A Carteira -Machado de Assis
67. Primeiro Fausto -Fernando Pessoa
68. Senhora -José de Alencar
69. A Escrava Isaura -Bernardo Guimarães
70. Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis
71. A Mensageira das Violetas -Florbela Espanca
72. Sonetos -Luís Vaz de Camões
73. Eu e Outras Poesias -Augusto dos Anjos
74. Fausto -Johann Wolfgang von Goethe
75. Iracema -José de Alencar
76. Poemas de Ricardo Reis -Fernando Pessoa
77. Os Maias -José Maria Eça de Queirós
78. O Guarani -José de Alencar
79. A Mulher de Preto -Machado de Assis
80. A Desobediência Civ il -Henry David Thoreau
81. A Alma Encantadora das Ruas -João do Rio
82. A Pianista -Machado de Assis
83. Poemas em Inglês -Fernando Pessoa
84. A Igreja do Diabo -Machado de Assis
85. A Heranca -Machado de Assis
86. A chave -Machado de Assis
87. Eu -Augusto dos Anjos
8 8. As Primaveras -Casimiro de Abreu
89. A Desejada das Gentes -Machado de Assis
90. Poemas de Ricardo Reis -Fernando Pessoa
91. Quincas Borba -Machado de Assis
92. A Segunda Vida -Machado de Assis
93. Os Sertoes -Euclides da Cunha
94. Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa
95. O Alienista -Machado de Assis
96. Don Quixote. Vol. 1 -Miguel de Cervantes Saavedra
97. Medida Por Medida -William Shakespeare
98. Os Dois Cavalheiros de Verona -William Shakespeare
99. A Alma do Lázaro -José de Alencar
100. A Vida Eterna -Machado de Assis
101. A Causa Secreta -Machado de Assis
102. 14 de Julho na Roça -Raul Pompéia
103. Divina Comedia -Dante Alighieri
104. O Crime do Padre Amaro -José Maria Eca de Queirós
105. Coriolano -William Shakespeare
106. Astúcias de Marido -Machado de Assis
107. Senhora -José de Alencar
108. Auto da Barca do Inferno -Gil Vicente
109. Noite na Taverna -Manuel Antônio à lvares de Azevedo
110. Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis
111. A ‘Nao-me-toques’ ! -Artur Azevedo
112. Os Maias -José Maria Eça d e Queirós
113. Obras Seletas -Rui Barbosa
114. A Mao e a Luva -Mac hado de Assis
115. Amor de Perdicao -Camilo Castelo Branco
116. Aurora sem Dia -Machado de Assis
117. Édipo-Rei -Sófocles
118. O Abolicionismo -Joaquim Nabuco
119. Pai Contra Mae -Machado de Assis
120. O Cortico -Aluí­sio de Azevedo
121. Tito Andrônico -William Shakespeare
122. Adao e Eva -Machado de Assis
123. Os Sertoes -Euclides da Cunha
124. Esaú e Jacó -Machado de Assis
125. Don Quixote -Miguel de Cervantes
126. Camoes -Joaquim Nabuco
127. Antes que Cases -Machado de Assis
128. A melhor das noivas -Machado de Assis
129. Livro de Mágoas -Florbela Espanca
130. O Cortico -Aluí­sio de Azevedo
131. A Relí­quia -José Maria Eça de Queirós
132. Helena -Machado de Assis
133. Contos -José Maria Eça de Queirós
134. A Sereníssima República -Machado de Assis
135. Iliada -Homero
136. Amor de Perdição -Camilo Castelo Branco
137. A Brasileira de Prazins -Camilo Castelo Branco
138. Os Lusíadas -Luís Vaz de Camões
139. Sonetos e Outros Poemas -Manuel Maria de Barbosa du Bocage
140. Ficções do interlúdio: para além do outro oceano de Coelho Pacheco. -Fernando Pessoa
141. Anedota Pecuniária -Machado de Assis
142. A Carne -Júlio Ribeiro
143. O Primo Basílio -José Maria Eça de Queirós
144. Don Quijote -Miguel de Cervantes
145. A Volta ao Mundo em Oitenta Dias -Júlio Verne
146. A Semana -Machado de Assis
147. A viúva Sobral -Machado de Assis
148. A Princesa de Babilônia -Voltaire
149. O Navio Negreiro -Antônio Frederico de Castro Alves
150. Catálogo de Publicações da Biblioteca Nacional -Fundação Biblioteca Nacional
151. Papéis Avulsos -Machado de Assis
152. Eterna Mágoa -Augusto dos Anjos
153. Cartas D’Amor -José Maria Eça de Queirós
154. O Crime do Padre Amaro -José Maria Eça de Queirós
155. Anedota do Cabriolet -Machado de Assis
156. Canção do Exílio -Antônio Gonçalves Dias
157. A Desejada das Gentes -Machado de Assis
158. A Dama das Camélias -Alexandre Dumas Filho
159. Don Quixote. Vol. 2 -Miguel de Cervantes Saavedra
160. Almas Agradecidas -Machado de Assis
161. Cartas D’Amor – O Efêmero Feminino -José Maria Eça de Queirós
162. Contos Fluminenses -Machado de Assis
163. Odisséia -Homero
164. Quincas Borba -Machado de Assis
165. A Mulher de Preto -Machado de Assis
166 . Balas de Estalo -Machado de Assis
167. A Senhora do Galvão -Machado de Assis
168. O Primo Basílio -José Maria Eça de Queirós
169. A Inglezinha Barcelos -Machado de Assis
170. Capítulos de História Colonial (1500-1800) -João Capistrano de Abreu
171. CHARNECA EM FLOR -Florbela Espanca
172. Cinco Minutos -José de Alencar
173. Memórias de um Sargento de Milícias -Manuel Antônio de Almeida
174. Lucíola -José de Alencar
175. A Parasita Azul -Machado de Assis
176. A Viuvinha -José de Alencar
177. Utopia -Thomas Morus
178. Missa do Galo -Machado de Assis
179. Espumas Flutuantes -Antônio Frederico de Castro Alves
180. História da Literatura Brasileira: Fatores da Literatura Brasileira -S ílvio Romero
181. Hamlet -William Shakespeare
182. A Ama-Seca -Artur Aze vedo
183. O Espelho -Machado de Assis
184. Helena -Machado de Assis
185. As Academias de Sião -Machado de Assis
186. A Carne -Júlio Ribeiro
187. A Ilustre Casa de Ramires -José Maria Eça de Queirós
188. Como e Por Que Sou Romancista -José de Alencar
189. Antes da Missa -Machado de Assis
190. A Alma Encantad ora das Ruas -João do Rio
191. A Carta -Pero Vaz de Caminha
192. LIVRO DE SÓROR SAUDADE -Florbela Espanca
193. A mulher Pálida -Machado de Assis
194. Americanas -Machado de Assis
195. Cândido -Voltaire
196. Viagens de Gulliver -Jonathan Swift
197. El Arte de la Guerra -Sun Tzu
198. Conto de Escola -Machado de Assis
199. Redondilhas -Luís Vaz de Camões
200. Iluminuras -Arthur Rimbaud
201. Schopenhauer -Thomas Mann
202. Carolina -Casimiro de Abreu
20 3. A esfinge sem segredo -Oscar Wilde
204. Carta de Pero Vaz de Caminha. -Pero Vaz de Caminha
205. Memorial de Aires -Machado de Assis
206. Triste Fim de Policarpo Quaresma -Afonso Henriques de Lima Barreto
207. A última receita -Machado de Assis
208. 7 Canções -Salomão Rovedo
209. Antologia -Antero de Quental
210. O Alienista -Machado de Assis
211. Outras Poesias -Augusto dos Anjos
212. Alma Inquieta -Olavo Bilac
213. A Dança dos Ossos -Bernardo Guimarães
214. A Semana -Machado de Assis
215. Diário à ntimo -Afonso Henriques de Lima Barreto
216. A Casadinha de Fresco -Artur Azevedo
217. Esaú e Jacó -Machado de Assis
218. Canções e Elegias -Luís Vaz de Camões
219. História da Literatura Brasileira -José Veríssimo Dias de Matos
220. A mágoa do Infeliz Cosme -Machado de Assis
221. Seleção de Obras Poéticas -Gregório de Matos
222. Contos de Lima Barreto -Afonso Henriques de Lima Barreto
223. Farsa de Inês Pereira -Gil Vicente

Enviado pelo Prof. Dr. Rogério Réus / Bacharelado em Antropologia/UFPel
Coordenador do NETA/Núcleo de Etnologia Ameríndia
Vice-Coordenador do NECO/Núcleo de Estudos sobre Populações Costeiras Tradicionais

11
Apr

Livro digital: História das agriculturas no mundo

Autores: Marcel Mazoyer & Laurence Roudart

Este livro constata o doloroso paradoxo de que a maioria das pessoas que tem fome no mundo não é composta de consumidores urbanos compradores de alimento, mas de camponeses produtores e vendedores de produtos agrícolas. Tal pano de fundo dramático acompanha toda a trajetória assumida por essa História das agriculturas no mundo.

Ao longo desse caminho, os quarenta anos de experiência dos autores e quatro anos de pesquisas sobre estudos de historiadores, geógrafos, antropólogos, sociólogos, economistas e agrônomos apontam para o entendimento da história da agricultura desde a pré-história e para a discussão de soluções para combater a fome no mundo.

O livro começa estudando a herança agrária da humanidade, a teoria das transformações históricas e da diferenciação geográfica dos sistemas agrários, a crise agrária e a crise geral do setor. Estuda, em seguida, os elos entre evolução, agricultura e história.

Clique aqui para fazer  o download do livro História das agriculturas no mundo

Enviado pelo Prof. Dr. Rogério Reus
Coordenador do NETA/Núcleo de Etnologia Ameríndia – UFPel.
e pela Profa. Dra. Renata Menasche/ Antropologia UFPel

18
Mar

Livro digital RS Índio

RS Índio é uma publicação da PUCRS, organizado pelos professores Gilberto Ferreira da Silva, Rejane Penna, Luiz Carlos da Cunha Carneiro, a obra é direcionada aos educadores, comunicadores e a todos os leitores interessados na temática social gaúcha. Em especial, é um livro direcionado para a qualificação de professores e a divulgação da história e da cultura indígena na sala de aula.

Faça aqui o download do livro digital RS Índio.

Enviado por: Pabro Rodrigues Dobke
Discente em Bacharelado de História/UFPel

13
Mar

Séculos Indígenas no Brasil: Catálogo Descritivo de Imagens

O blog Antropologia Social está feliz com a parceria feita com a PUC/RS, através do Sr. Édison Hüttner, coordenador do NEPCI – Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Cultura Indígena, que gentilmente cedeu o catálogo digital descritivo de imagens, intitulado “Séculos Indígenas no Brasil”.

Séculos indígenas

Séculos Indígenas no Brasil: Catálogo Descritivo de Imagens é uma obra de cultura nacional para a compreensão da majestosa árvore da formação étnica brasileira, cuja seiva a revigora na tradição milenar dos povos indígenas, palpitando em suas raízes. O livro mostra a imagem e a voz do índio brasileiro, a manifestação de seus pensadores através de conteúdo multidisciplinar profundo e didático.

Todos nós precisamos de imagens, da imagem real, para organizar e dar significado ao espaço onde vivemos. Cada foto e gesto desta obra é uma chave entrando na fechadura, símbolo de reação imediata, da visibilização palpável, recolocação do ícone no mosaico da identidade da nação brasileira, da indigedade americana e latino-americana; todo nós criamos modelos para ver o mundo ao nosso redor, ele mesmo, repleto de informações, crenças, preconceitos, possibilidades, escondido, e suas metáforas. Depende do ângulo que escolhemos para ver o mundo, da imagem que acreditamos, mediadora, seu verdadeiro nome, no quadro onde nós mesmo nos vemos… e deixar a imaginação voar. A imagem e a voz dos povos indígenas alcançam a compreensão do mundo onde habitamos.

“Séculos Indígenas no Brasil” foi publicado a segunda vez em Porto Alegre em 2010, 2ª Edição…  Esta em versão on-line (gratuita) e impressa (2.000). Com mais de 1 milhão de acesso.

Foi publicado pela Edipucrs e organizado por Frank Coe, André Ramos e Édison Hüttner, com tiragem de dois mil exemplares. Todo o projeto é realizado pelo Núcleo de Pesquisa Indígena (Nepci) da PUCRS, Fundação Darcy Ribeiro, Karioka Multimedia e Sociedade Indígena Nheengatu.

Tendo presente a necessidade de conteúdo atual para o ensino da cultura indígena, bem como sua inclusão no currículo oficial da rede de ensino, conforme Lei Federal nº 11.645/08 (http://www.planalto.gov.br/ccivil

Ato2007-2010/2008/lei/L11645.htm), o presente trabalho é endereçado:

· Para as aldeias indígenas (líderes, professores e estudantes).

· Às secretarias de educação estadual e municipal e organizações de ensino privado (Ensino Médio e Fundamental).

· Aos índios universitários (estimativa – mais de 5 mil);

·  Para estudantes, pesquisadores e professores das universidades;

·  Aos mais diversos grupos de interesse pela causa indígena.

O livro em versão on-line, com design inédito, chega em boa hora ao efervescente interesse pelo saber dos povos indígenas do Brasil. Em versão on-line é possível contemplar toda a obra, bem como a utilização de seu conteúdo:

a)     Gratuitamente – sem fins comerciais; b) Em sala de aula e em outros ambientes com recursos de aparelhos multimídia, etc.; c) Para pesquisas e citações – de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT); d) Pode ser lincado em outros sites com a garantia das devidas referências de catalogação e endereço eletrônico.

·   A segunda edição renovada, e disponível neste endereço: http://www.pucrs.br/edipucrs/nepci/seculosindigenas2.pdf

Enviado por Édison Hüttner – Coordenador do NEPCI/PUC-RS

7
Mar

ABA lança e-book – Experiências de Ensino e prática em antropologia no Brasil

A ABA disponibilizou em seu site para download o e-book Experiências de Ensino e prática em antropologia no Brasil , organizado por Fátima Tavares, Simone Lahud Guedes e Carlos Caroso, 2010, uma realização da Comissão de Ensino e Ofício do Antropólogo (gestão 2008-2010). O livro traz informações sobre a transmissão do saber antropológico, o perfil dos cursos de bacharelado em antropologia, bem como os campos de atuação dos profissionais e seus desafios.

Clique aqui para fazer o download do livro: Experiências de Ensino e prática em antropologia no Brasil

Fonte: www.abant.org.br

Enviado por:
Alessandro Lopes
Discente Bacharelado em Antropologia/UFPel.

5
Mar

Livro: As Resoluções do CONAMA

O CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente, órgão consultivo e deliberativo do Sistema Nacional do Meio Ambiente – Sisnama, traz a público este volume no momento em que seu presidente, o Ministro Carlos Minc, juntamente com todos os segmentos do Conselho, propõe um novo ciclo na trajetória do Conselho, assegurando sua contribuição estratégica no âmbito da política ambiental, tendo em vista o alcance dos objetivos do desenvolvimento sustentável do país.
É um livro muito interessante, principalmente aos estudantes e profissionais que atuam nas relações com o meio ambiente ou que de uma certa forma possuam trabalhos com as populações tradicionais e operam com as questões de direito necessitando conhecer a legislação que envolvem esses povos, como por exemplo as normas e os procedimenos gerais para o licenciamento ambiental, entre outros, tendo como objetivo o desenvolvimento sustentável dos mesmos e a proteção do ecossistema.
Num contexto onde a questão ambiental vem ganhando relevância nos meios de comunicação, na academia, e nos diferentes segmentos da sociedade, desde governos das esferas locais até internacionais, surgindo com isso a necessidade de trazer a público essas diretrizes que buscam o fortalecimento de uma política ambiental integrada no Brasil e no mundo.
As resoluções chaves principais constantes no livro são: Áreas Protegidas, Biomas, Gestão de Espécies de Fauna e Flora, Qualidade de Água, Controle da Poluição Sonora e do Ar, Licenciamento Ambiental, entre outros…
Clique aqui para fazer o download do Livro “As Resoluções do Conama”.

Fonte: www.mma.gov.br

Por: Cátia Simone da Silva
Discente Bacharelado em Antropologia/UFPel