22
Dec

Bicicletas de Nhanderú

Por: Cátia Simone da Silva

bicicleta
É um documentário que entra na cosmologia, no modo de viver e pensar dos mbya-guarani da Aldeia Tekoa Koénju, localizada nas Missões do Rio Grande do Sul, no Brasil. Precisamente em São Miguel, cidade que faz parte dos Sete Povos das Missões. Onde através do projeto Vídeo nas Aldeias, Ariel Ortega, cineasta e cacique indígena produziu o documentário intitulado “Bicicletas dos Deuses”.

Em 2010 estive visitando esta região com um projeto de extensão de ensino da UFPel/RS,  onde eu, alguns colegas e professores, podemos conhecer dois sítios arqueológicos, as ruínas de São João Batista e a de São Miguel Arcanjo, além da Aldeia Tekoa Koénju. Caso queiram saber mais sobre estas visitas, acessem o meu diário de campo da viagem a São Miguel das Missões.

Na história de vida dos mbyas apresentada no vídeo, com narrativas mitológicas, podemos notar discursos com a necessidade de protegerem-se dos brancos desde de criança, os conflitos com a territorialidade, e conversas de homens com deuses salientando-se a elevada espiritualidade dos mbyas. Onde os  célebres textos de Levi-Strauss, “Mito e Significado”, “Antropologia Estrutural Dois”, “O Cru e o Cozido”,  nos dão os conceitos pertinentes para podermos entender este modo especial de ver o mundo, tão próprio dos ameríndios e outros povos tradicionais.

Além destes traços marcantes das culturas indígenas, onde encontramos as narrativas mitológicas evocando deuses para entender os fenômenos da natureza, como o mito do início do filme onde Tupã, Deus guarani criou tudo que existe no mundo apartir de uma unidade. Também podemos perceber a importância do sentido coletivo, as relações de parentesco, afinidade e reciprocidade explícitas nos comportamentos e também os conflitos de territorialidade ficam evidentes, narrados pelos meninos mbyas.

Para o Karaí, talvez nenhum guarani tenha alcançado a Terra Sem Males, porque é muito difícil um ser humano não ter imperfeições e que “cada pessoa é como uma bicicleta dos deuses”, porque ele diz que os espíritos bons lançam pensamentos e então as palavras são pronunciadas sem que a pessoa perceba.

A cultura material pode ser percebida nas construções das casas, nos artesanatos decorativos e ornamentais entre eles temos as cestas para colocar roupa, confeccionada com a lâmina da taquara, além de colares e pulseiras produzidas com sementes.

Entre outras heranças culturais dos mbyas-guaranis podemos encontrar a confecção de violinos, um dos instrumentos musicais utilizados pelos mbyas, também a arte do entalhe em madeira entre outras, que segundo Arnaldo Bruxel, foram aptidões produzidas nas reduções jesuíticas, então podemos verificar que os saberes tradicionais foram transmitidos por gerações, manifestam-se nos dias atuais, sendo uma herança cultural guarani-missioneira.

Para você ver o filme na íntegra clique no link abaixo:
http://lugardoreal.com/video/bicicletas-de-nhanderu/

Vídeo enviado pelo Prof. Dr. Rogério Réus
Coordenador do NETA/Núcleo de Etnologia Ameríndia/UFPel
Vice-Coordenador do NECO/Núcleo de Estudos sobre Populações Costeiras Tradicionais/FURG