XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA – ANPUH: 50 anos

São Paulo, 17 a 22 de julho de 2011.
Universidade de São Paulo (USP)
Cidade Universitária

O Núcleo de Estudos sobre Populações Costeiras Tradicionais -NECO,  tem o prazer de convidar aos interessados pela temática para o mini-curso que este Núcleo desenvolverá durante o XXVI Simpósio Nacional de História intitulado:

Por uma Arqueologia simétrica ou colaborativa: estudando a cultura material das populações costeiras tradicionais e suas categorias patrimoniais e territoriais através de uma história etnográfica.

Coordenadores: VANDERLISE MACHADO BARÃO (Doutorando(a) – FURG)

Ementa: Com as demandas atuais que a disciplina de história vem enfrentando na atualidade, este minicurso objetiva discutir conceitos e categorias sobre territorialidades e redes sociais relacionadas à memória e perspectivas de populações costeiras tradicionais vinculadas ao Bioma Pampa, tais como pescadores artesanais, açorianos, indígenas e afrodescendentes, pensando presente e o passado desses povos na região litorânea do Brasil Meridional. Apresentar um panorama de possibilidades analíticas tendo como eixos a antropologia simétrica e a cultura material, bem como a memória social construída entre eles, que ainda hoje ocupam esses territórios e espaços dentro da região citada. Os conteúdos propostos serão trabalhados em forma de oficina, ampliando o debate entre os participantes do curso.
Deverão participar deste minicurso, como ministrantes de oficinas, os pesquisadores do Núcleo de Estudos sobre Populações Costeiras Tradicionais (NECO/CNPQ).
http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhegrupo.jsp?grupo=0167703NHQY7JT

Programa:
a) analisar as teorias sobre história dos coletivos costeiros observando as principais contribuições que a antropologia e seus arcabouços teóricos apontam na reconstrução de contextos e situações críticas das pesquisas atuais;
b) Identificar os conceitos de cultura, identidade e redes sociais, bem como de paisagem, território, espaço e lugar, dentro de uma perspectiva interdisciplinar;
c) analisar as diferentes leituras e interpretações das fontes de diferentes níveis de articulação discursiva, enfatizando o papel social do pesquisador na construção e divulgação da memória e do patrimônio, dentro de uma perspectiva do ‘outro’

Para maiores informações visite o site: www.snh2011.s2.anpuh.org/minicurso/view?ID_MINICURSO=243

Enviado por:
Vanderlise Barão
Arqueologia / LEPAN
Pesquisadora do NECO
Universidade Federal do Rio Grande / FURG

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *